Pedagogia Sistêmica

03/06/2015

Texto original de Raquel Trocho, publicado em espanhol em Cuadernos de Pedagogia nº360, set/2006.

A Pedagogia Sistêmica é um método educativo que sustenta o Método Sistêmico Fenomenológico. Devemos o seu desenvolvimento a Bert Hellinger, criador da Terapia Sistêmica Fenomenológica “Constelações Familiares”.

É fenomenológico porque consiste especialmente em mostrar o campo de energia que se movimenta quando representantes dos membros de uma família são colocados num espaço determinado e experimentam as sensações corporais e os sentimentos das pessoas representadas, independente do tempo em que estas viveram. Não se trata de uma teoria única, definindo verdades, mas de uma prática dinâmica que está vinculada ao que aparece em cada momento nesses campos de interação (que temos no contexto educativo e denominamos de “campos de aprendizagem”).

É sistêmico porque tem a ver com a perspectiva do que se nutre em todos os campos do conhecimento atual e o concreto ambiente social, portanto, também é na família que consideramos os grupos humanos como sistemas relacionais na qual todos seus membros estão estreitamente relacionados com os demais, seguindo uma dinâmica específica, aliada a planos lineares de causa-efeito.

Bert Hellinger observou que os sistemas familiares se devem ao menos a certas desordens, geralmente relacionadas com a exclusão de membros determinados do grupo, que são colocados em evidência, por alguém da geração posterior, algum novo membro da família por fidelidade e amor, toma o lugar ou a direção da vida daquele que foi excluído.

E, nesse sentido, há um amor cheio de emoções adaptadas ao sistema, que agem, em algumas ocasiões, nas pessoas atuais em nossa vida, mas acima de tudo em nossa consciência com relação ao que fazemos e porque fazemos.

A partir dessas constatações destacamos “as ordens do amor”, que tem a ver com a possibilidade de perceber as ordens e as desordens, a oportunidade de intervir sistêmica e fenomenologicamente de tal maneira, que permite a pessoa em concreto ter a sua frente uma imagem distinta de si mesma e de tudo que se diz respeito à sua própria vida.

As Constelações emergem da desordem instalada no sistema familiar, desde então, pode-se trabalhar em direção a uma nova imagem, amável e autenticamente amorosa que permite as pessoas tomarem em seu coração uma nova leitura das circunstâncias de sua vida e daquele ou daqueles aos quais substituía ou representava com a boa intenção de restituir sua dignidade e o dever de pertencer à família.

A Pedagogia Sistêmica se manifesta em um contexto educativo, resulta necessariamente em observar como traduzimos e integramos os princípios que sustentam as ordens do amor para que nos sirvam de orientação e de tarefa escolar:

– A importância da ordem, quem veio antes e quem está depois. Tem a ver com o vínculo entre gerações (tanto para os alunos como para os professores);

– A importância do lugar onde cada qual tenha a sua correspondência. Tem a ver com as funções, quem e como é o pai, a mãe, o professor, o diretor, etc (os pais dão e os filhos recebem, os professores oferecem e os alunos tomam);

– O valor da inclusão em contrapartida com as implicações da exclusão. Em aula, na escola, como um espaço de comunicação em que todos tenham um lugar (pertencimento);

– O peso das culturas de origem, que tem a ver com a fidelidade no contexto da qual viemos (o que também podemos chamar de uma forma mais ampla, a consciência);

– O significado das interações. Todos os membros de um sistema estão vinculados aos outros, irremediavelmente, o qual é especialmente interessante no sentido de que quando um desses membros mostra algum tipo de sintoma, a razão de ser deste não está tanto na forma concreta, mas na informação que dá ao sistema de que haja alguma questão que não resulta função para o bem-estar coletivo e individual.

Comentários

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/marlycordeiro/www/wp-includes/functions.php on line 3729

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/marlycordeiro/www/wp-includes/functions.php on line 3729