Agradecimento ao despertar da Vida

06/06/2015

“Contemplo o que significa ser mãe. Todas as mães realizaram o decisivo de uma forma perfeita. Não existe nenhuma mulher que se tenha tomado mãe e não o tenha realizado plenamente. Caso contrário, não se teria tomado mãe. Portanto, no que é decisivo, todas elas são perfeitas. Aquilo que vem depois tem um papel secundário. Isso é por si evidente, não necessita grandes pensamentos. Basta voltar o olhar para isso. O maior bem que existe é, naturalmente, a vida. Na prática terapêutica, frequentemente se esquece o que isso significa. A criança recebeu da mãe a vida em sua totalidade, e isso é esquecido. Nenhuma mãe pode subtrair de seu filho algo da vida que lhe deu, e nenhuma pode acrescentar algo a essa vida. Nenhuma mãe foi melhor ou pior do que outra. Como mães, todas foram perfeitas. Esse é um belo pensamento.” 

Bert Hellinger

“Querida Mãe

eu tomo a vida de você

tudo, a totalidade,

com tudo o que ela envolve,

e pelo preço total que custou a você

e que custa a mim.

Vou fazer algo dela, para a sua alegria.

Que não tenha sido em vão!

Eu a mantenho e honro

e a transmitirei, se me for permitido,

como você fez.

Eu tomo você como minha mãe

e você pode ter-me como seu(sua) filho(a).

Você é a mãe certa para mim

e eu o(a) filho(a) certo(a) para você.

Você é a grande, eu sou o(a) pequeno(a)

Você dá, eu tomo

E me alegro porque tomou meu pai.

Vocês dois são os certos para mim.

Só vocês!”

Comentários